quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Contínuo



Levanta, lava o rosto e faz café. Liga a tv, notícias ruins no jornal da manhã, desenho em outro canal. Levanta, sai pro trabalho, ou liga o computador e procura e emprego, tanta baboseira num estresse. Levanta, abre os olhos, uma borboleta entrou pela janela e vida parece bela, ela é. Levanta, desliga o despertador, liga o rádio, a vida parece simples, mas a gente não. Levanta, troca um olhar, recebe um sorriso, divaga pensamentos, pega o ônibus, a vida é tão imprevisível o que se pode esperar? Levanta, chuta os problemas, conversa com alguns, resolva outros, faça novos, lá vem outro dilema...
Levanta, lê o livro na cabeceira, veste a leveza, abre a porta, um beijo, um começo de dia, o sol ou a chuva, as flores, o fluxo, café, café, café... Graças a Deus sempre mais um dia, a rotina quebrada quando enrola mais 5 minutos, mais um beijo, mais um passo para o abraço.

Natalia Cayres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte o seu lado da História!