segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Um número fora do padrão


Liberte-se das ilusões desse mundo,
das sombras com imagens distorcidas de um único padrão!
Ganância e ambição,
Eles roubam a essência de nossa alma
até não sobrar inspiração.
Dizem o que é preciso ser para ser ideal.
Não sou a imagem inexpressiva de uma boneca Barbie,
Sou humana e faço parte da imperfeição.
Sou impulso, sentimentos,
e não um numero, um produto em liquidação.
Minha mente não é imutável,
não é limitada e cheia de repressão!
Muito me assusta esse quebra cabeça
de peças perfeitas do sistema,
Esses rostos vazios e frases feitas.
Ou você serve ou não.
Disso tudo preciso não precisar,
Respirar acima dessa fumaça que cega,
sufoca e nos tira qualquer identidade
e natural expressão.

Escrito de 29/11/2012, uma quinta-feira.
Natalia Cayres

Um comentário:

  1. Muito bom, isso sobre o que você escreve é realmente necessário, parabéns!

    ResponderExcluir

Conte o seu lado da História!