terça-feira, 28 de maio de 2013

Tropeços na tempestade


Pois é meu amigo, me considero muito azarada porque vivo por ai tropeçando onde não devia. Não sei se amanhã vai estar melhor ou se já vai começar com algo caindo na minha cabeça. Abro um guarda chuva imaginário só pra ver se consigo escapar de alguns pensamentos soltos que teimam em remar na direção
da tempestade.

Natalia C.

Um comentário:

  1. não fuja do que aparecer, seja ele bom ou ruim encare-os mas encare-os sorrindo e tudo ficará bem

    beijos amiga ♥

    ResponderExcluir

Conte o seu lado da História!