terça-feira, 31 de maio de 2011

Olhos de Oceano

Tinha olhos tão profundos, que eu definia como  olhos de oceano. Posso até ousar dizer que sentia um balanço dentro de mim, uma tontura, algo que me tirava do estado normal. Aqueles olhos que me cativaram, aqueles olhos que mexeram comigo. Um jeito tão diferente de me olhar, um jeito tão sincero de me dizer as coisas sem precisar emitir algum som.
O silêncio ficava a nossa volta, eu me sentia tão tranquila, eu ficava tão bem, toda a pressa, toda preocupação desaparecia quando ele me olhava daquele jeito. Dava vontade de ficar ali, de me encostar no seu ombro e ficar olhando a paisagem. E não voltar para o caos, para o tumulto, e as pessoas com olhares tão inexpressivos. Quem poderia entender que é preciso tão pouco, que certos momentos podem ser tão confortantes, quando estamos realmente ali, presentes de verdade, através de um olhar!

Nathy Cayres

2 comentários:

  1. Ah,Ná
    o olhar é algo mágico cheio de surpresas boas e nos traz sensações incríveis!
    Não dá para entender,mas quando SENTIMOS é o que basta :)
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Que lindo... Um olhar é tudo, é a chave do coração...

    Beeijos,
    Marcella

    ResponderExcluir

Conte o seu lado da História!