sábado, 7 de maio de 2011

Aquilo que dizem...

Não sei muito o que falar nesse sábado ensolarado. Na verdade, da minha parte não há muito! E isso é tão frustrante. Outra coisa ruim é quando você sente que tem muito para oferecer, que de certa forma é diferente, mas se sente diminuida, como se ninguém ligasse pra isso, como se muitas vezes parecesse que não te ouvem, ou que não olham nos seus olhos.
E nossa, você tem seus principios, suas crenças, e o sonho de ir longe, mas as vezes parece tão dificil, e na verdade é. Mas ninguém pode limitar seus sentimentos e nem dizer que seus planos são uma grande bobagem, ou que você tem que se contentar com o que tem. É como sempre penso, a unica pessoa que pode me impedir de fazer  algo sou eu mesma, as pessoas podem dizer o que quiserem, me criticar, falar mal, mas o efeito que isso vai ter sobre mim só eu posso nivelar. E quantas vezes, inúmeras vezes, nós reclamamos, achamos tudo muito parado, procuramos algo para culpar, quando na verdade sabemos que tudo isso veio de nós. Afinal, ninguém pode andar por você, são suas pernas, seus sentidos, sua perspectiva de direção.
E tantas vezes alguns insultos nos atingiram como um pedra no estômago, quantas vezes já não disseram algo que nos magoou profundamente. Mas somente uma coisa você devia se perguntar, será que isso realmente é verdade?Será que o que dizem é a verdade suprema do que você é?
Para aqueles que nos querem bem, para aqueles que nos amam, ouvir é necessário, muitas vezes precisamos de uma visão que não seja nossa! Mas há aquelas pessoas que só querem nos machucar, que só querem nossas lágrimas, e suas palavras não terão nenhum significado, se formos capazes de sentir o que realmente somos, aquilo que esta errado, aquilo que esta certo, e se resolvemos ou não acatar o que ouvimos. De resto só uma coisa se sabe... O que faremos após o impacto? Ficaremos de cabeça baixa, ou acreditaremos ainda mais na capacidade de seguir que temos?
(Nathy Cayres)
(PS:sei que esse texto não esta muito bom, mas foi o que consegui escrever hoje,e acho que muita gente assim como eu  também sente isso)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte o seu lado da História!