terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Pausa





Me perguntado porque passa tão rápido.
Imaginando em quais desses prédios acesos pela noite estarei amanhã.
Um tempo pra ver aquele filme em cartaz,
Uma hora no carro, na estrada com o vento jogando meu cabelo para trás,
Aquela música...
Quisera eu congelar o tempo e fazer o pra sempre durar!
Desejando, desejando que não tivesse ido embora!


Escrito resgatado do dia 23 de  Julho de 2012, uma segunda feira.

Natalia Cayres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte o seu lado da História!