sábado, 13 de abril de 2013

Devaneios de uma semana corrida...


Oi
Sei que estive muito ausente, mas mesmo assim senti hoje uma vontade de te escrever. Estive por esses dias testando minha paciência e convivendo com o estresse. Achei que não fosse aguentar a correria, mas consegui, segui o ritmo e corri como todos os outros ao meu redor.
Num desses dias em que eu não podia enxergar nada a minha volta, tive uma imagem aconchegante em minha mente, ela veio enquanto eu estava dentro do ônibus e já não me importava mais com as pessoas que dividiam aquele espaço lotado comigo. Voltei aquele desejo de ter uma casinha simples como um chalé, rodeada por um jardim com flores de todas as cores, com uma porta vermelha e dentro uma pequena sala confortável. Imaginei a poltrona, a estante de livros e também um espaço onde pudesse criar minhas próprias histórias, me mantive nessa imagem e por alguns instantes estive fora da correria e da grande massa. Gostaria muito que já pudesse contar com um lugar assim. Mas ainda não.
Voltei a colocar os pés no chão, e pensei em ter uma luminária oriental colorida para colocar em meu quarto e ter por agora uma noção de belo e simples até chegar onde quero.
É estranho, mas as vezes mesmo que haja muitas pessoas em nossas vidas, algumas ligações parecem meio sem sentido. Tudo parece demais, transbordando, sempre cheio... Eu não quero esse tipo acomodação dentro de mim. Assim como aquele chalé dos meus sonhos, quero simplificar os espaços aqui dentro. Um pouco mais de liberdade e confiança, são essas flores que espero que desabrochem em meu jardim.
Bom, falei um monte de coisas sem sentido, mas é bom saber que você vai ler e quem sabe entender.

Natalia C.

2 comentários:

  1. Compartilho contigo o sonho de ter um chalé isolado da correria do mundo.

    ResponderExcluir
  2. Oi
    rsrsss! A correria cotidiana por vezes nos afasta dos pensamentos que nos faz bem, dos cantinhos que tanto nos conforta... mas eles permanecem ali, no fundo do inconsciente e nem que seja por um breve momento roubam a cena e reaparecem protagonizando nossa vida.
    Muito bom poder fugir um pouco da correria, passar aqui e te ver por meio dessas palavras
    Abraço, Nathy!!
    B-jos!

    ResponderExcluir

Conte o seu lado da História!