sexta-feira, 13 de julho de 2012

Quando fui Pássaro




Quando fechei os olhos
Fui pássaro e fugi para outro lugar.
Ninguém me conhece aqui,
Ninguém me conhece lá.
Sou parte do que vejo,
Mas não tenho intenção de me adequar.
A janela aberta,
O céu azul...
Fui pássaro incapaz de se cansar,
Sobre a rota do vento,
Olhei de cima o mar,
Tentei tocar estrelas,
Cantei só na noite,
Alguém poderia escutar.
Depois o amanhecer pintou meus olhos,
E me vi parada na janela
De alguém que poderia amar!

Nathy Cayres

5 comentários:

  1. Delicadeza ao se expressar.
    Isso é dom.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelo comentário inspirador!

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo e leve (de ler) como um pássaro.

    ResponderExcluir
  5. - Que lindo! ;)
    Verdadeiramente leve como um pássaro suas palavras.

    "Quando fecho meus olhos posso ser, ninguém me reconhcerá. Parada na janela daquele que quero amar! "


    Beijocas e boa semana!:D

    ResponderExcluir

Conte o seu lado da História!