sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Eramos crianças



Nós eramos apenas crianças,
Não tínhamos medo de abrir os olhos e olhar para mundo
(aquele olhar de alguém que esta apenas descobrindo)
Nós eramos crianças, 
Não tínhamos preocupação com as horas, o dia parecia infinito.
( nós não corríamos contra o tempo)
Nós eramos crianças, brincávamos nos jardins, 
Voltávamos para casa com o joelho ralado.
(nunca com o coração partido ou machucado)
Eramos crianças, não enxergávamos defeitos...
Tudo era lindo, a gente olhava para as estrelas no céu,
colocava a mão na terra, inventava castelos.
(tínhamos um olhar inocente)
Eramos crianças, só o trovão assustava...
(hoje as pessoas gritam e isso assusta mais)
Eramos tão pequenos, nossos medos tão bobos,
mas a gente se dava a mão para enfrentar o perigo.
(hoje quem dá a mão?)
Eramos crianças, sonhadores, 
a gente pensava que isso nunca teria fim.
Mas um dia a gente acorda,
vai no espelho...
E de repente não somos mais crianças!
Quando foi que isso aconteceu?

Nathy Cayres

3 comentários:

  1. Dói perceber, mas podemos permanecer crianças para sempre... Não com a ingenuidade de antes... Mas com a capacidade de permanecer doce e acreditando sempre que o mundo pode ser bom...

    Gostei do texto *----*

    Beijoos =*

    ResponderExcluir
  2. Enquanto sonhavamos acordados.

    =/


    AMEI, muito bom, muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Nathy. Época maravilhosa da vida essa ^^

    ResponderExcluir

Conte o seu lado da História!