sábado, 7 de agosto de 2010

Fora de lugar





O dia vem e vai





estipulam-se limites





mas nada se faz.





Não se encaixa,





não compreendo





algo ainda esta fora de lugar.










Mudou,





sem anunciar,





finge com os olhos





só para disfarçar.





A chuva cai constante





e rezo para que ela possa levar





lembranças que não podem ficar.










Esta fora de lugar





ou sou eu que ainda não sei enxergar?





Mas tudo passa, meu querido, passa,





sem se importar





e quando se percebe, você ultrapassou





um limite dificil de superar.





A vista é linda, quando se pode apreciar,





e dai se as coisas ainda permanecerem





fora de lugar!
(Nathy  Cayres)

2 comentários:

Conte o seu lado da História!